Prefeitura de Parintins e Iphan debatem sobre sustentabilidade de sítios arqueológicos

A Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, esteve em Manaus em reunião com representante do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), para debater soluções com relação à sustentabilidade dos sítios arqueológicos como fruto do patrimônio cultural. Participaram do encontro a secretária de Cultura, Turismo e Meio Ambiente, Karla Viana e arqueólogo Filippo Bassi do Museu da Amazônia (Musa).

Durante a reunião foram relatadas as soluções que visam à valorização dos sítios arqueológicos na comunidade da Valéria. “São várias etapas que englobam o processo dos sítios arqueológico não só da Valéria, mas também de Parintins. Através de ações implantadas pelo Musa, Prefeitura, Amazonastur e UEA o Iphan vai nos ajudar a angariar recursos justamente para fazer esses estudos. Não esta 100%, mas é uma grande possibilidade de investimentos para essa aérea. A conversa foi super proveitosa, todos sinalizaram positivamente e estamos só aguardando o professor Filippo nos passar o projeto para ser encaminhado para Amazonastur”, disse Karla.

Outro ponto debatido foi com relação ao Boi-bumbá se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. “O Iphan nos deu boas notícias em tornar o boi-bumbá Patrimônio Cultural Imaterial, a expectativa é que ainda este ano seja oficializada essa candidatura, visto que a nossa cultura já tem um reconhecimento extenso”, pontuou Viana.

O Brasil já possui cinco bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade: a Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi, o Samba de Roda no Recôncavo Baiano, o Frevo, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré e a Roda de Capoeira.