Festribal 2018 promete um show em figurinos

O Festival de Tribos de Juruti é famoso por sua excelência coreográfica e étnica que enfatiza a cerne tribal da festa. As duas vertentes da cultura jurutiense são a Tribo Mundurukus, das cores vermelho e amarelo, e a Tribo Muirapinima, das cores azul e vermelho, atual campeã do Festribal.

O intercâmbio cultural entre Juruti e Parintins é sólido e contribuí para ambos os festivais. De Juruti vieram coreógrafos, dançarinos (para as tribos) e itens (masculino e femininos) Como por exemplo: Sebastião Jr., Marcela Marialva e Marciele Albuquerque. Em contrapartida, Parintins abastece o Festribal com artistas de alegoria e, principalmente, de figurino.

Há mais de 10 anos no Festribal, o artista Makoy Cardoso nessa temporada realiza um fato inédito e histórico comprovando a credibilidade de seu ateliê: fechou contrato com ambas as tribos. Cardoso fará quatro itens na Muirapinima e alguns itens da Mundurukus.

20180721_202243

Em visita ao seu ateliê, o artista apresentou suas criações e endossou o segredo de seus figurinos: beleza, funcionidade, transformação e originalidade (escultura, textura e pintura). O artista revelou que seus figurinos são concebidos não pensando no seu nome, e sim, pensando na melhor performance dos itens que irão usá-los: “O item tem que se sentir o melhor possível para brilhar na arena. Se ele brilha eu brilho junto”, pondera. Um de seus diferenciais é o peso de suas indumentárias, suas costeiras possuem um peso máximo e padrão: 04 kg. “Mais do que isso posso comprometer a evolução do item”, ressalta o artista.

Em seu ateliê trabalham uma equipe de 12 (doze) pessoas experientes em figurinos e que acompanha o artista a quase uma década. São eles: Jomackson Souza, Natan Souza (Negão), Dayra Andrade, Andreza Góes (Pepeta), Divan Lopes (Delícia), France Santos, Mazinho Silva, Hernando Paes (Shon), Wuilton César, Kemerson, Luís César e João Neto.

20180721_202028

Estreando no Festribal, o artista Rafael Andrade, um dos ganhadores do Prêmio Simão Assayag 2018, assina um figurinos na Tribo Mundurukus. O artista começou na Escolinha de Artes do Boi Caprichoso e revelado pelo Ateliê Makoy Cardoso e trabalhou com Emerson Brasil, dono de grande talento está fazendo seu nome no Boi Caprichoso. Suas marcas registradas são o bom gosto de suas criações, a criatividade nos detalhes e o acabamento impecável de seus figurinos.

20180722_114035

Da nova geração de figurinistas é um dos mais caprichosos, leva em consideração em seus figurinos o biotipo e a leveza. Na Tribo Mundurukus irá vestir a Índia Guerreira. Em visita ao seu ateliê, em sua própria casa, o jovem artista de figurino apresentou sua criação, porém com o sigilo que a festa pede, ou seja, os detalhes principais ficaram em segredo. Sua equipe é formada por 07 (sete) pessoas: Rozane Santarém, Joenison Siqueira, Antônia Lucília, Luciane Andrade, Sandriele de Souza e Sabazinho.

20180722_114100

Experiente no assunto, o artista Alessandro Oliveira, atualmente no Boi Garantido e vencedor do Prêmio Simão Assayag 2018 de melhor figurino de Pajé, assina quatro figurinos (masculinos) da Tribo Muirapinima. Oliveira é conhecido pelo impecável acabamento, criatividade e qualidade de suas criações. O artista já trabalhou no Boi Caprichoso  e em São Paulo já faz 12 anos, passou pelas escolas de samba Gaviões da Fiel, Mancha Verde e Vila Maria. Atualmente, está na escola mocidade Alegre aonde já fez Comissão de Frente, casais principais e a concepção final de todos os carros na mesma escola. No Festribal já trabalha há  alguns anos. Seus figurinos para o Festribal chamam a atenção pela extrema beleza visual, riqueza de detalhes e mistura de cores. Sua equipe é formada por mais dois ajudantes: Eriney Alneida (Loirinho) e Reney Cunha.

IMG-20180723-WA0006

Rogério Gonçalves, tricampeão do Prêmio Simão Assayag e ganhador da categoria destaque 2018, artista de figurino do Boi Garantido, assina este ano seu primeiro trabalho com item, antes, por dois anos, assinou os tuxauas, a indumentária do pajé da Tribo Mundurukus. Experiente, criativo e dono de uns dos melhores acabamentos da Baixa do São José promete surpreender na arena do Tribódromo com a transformação de sua indumentária.

20180722_121548

No seu ateliê, que conta com a ajuda de Cico, os trabalhos correm dentro do planejado e em ritmo intenso para que esteja tudo pronto para a próxima sexta-feira, 27, quando embarca para Juruti.