DSEI/Parintins realiza ação de bloqueio a Malária

A ação faz parte do programa de endemias do Ministério da Saúde

O Distrito Sanitário Especial Indígena de Parintins (DSEI/PIN), realizou neste mês de julho, uma ação integrada de bloqueio à Malária dos Programas de Endemias/DSEI, FVS/NHA e FVS/FARO nas aldeias dos Polos Base Riozinho e Kassawá, do dia 11 a 17 de julho.

As equipes de saúde fizeram visitas domiciliares, coleta de laminas e testes rápido para o diagnóstico da Malária, pesquisas entomológica, reabastecimento dos insumos, demonstração e orientações sobre a coleta e destinação final dos resíduos, além da distribuição e supervisão do uso dos mosquiteiros e repelentes.

IMG-20180723-WA0029IMG-20180723-WA0026IMG-20180723-WA0023IMG-20180723-WA0028

De acordo com agente de Endemias do DSEI/PIN, Izael Rocha, as ações realizadas encontraram casos positivos da Malária. “Foram diagnosticados anteriormente 11 casos positivos nas aldeias, por isso entramos em área para fazer novos diagnósticos, encontrando mais 2 casos positivos, sendo 1 na aldeia Cupiuba e 1 na aldeia Torre. Com os trabalhos realizados, esperamos eliminar a gravidade dos casos, reduzir a incidência da doença, eliminar a transmissão nas aldeias trabalhadas e manter a ausência nas aldeias onde já foi interrompida”, explicou Izael.

Os trabalhos realizados nas aldeias contaram com o apoio logístico da prefeitura do município de Nhamundá, onde os Polos Base Riozinho e Kassawá pertencem.

O chefe da Divisão de Apoio a Saúde Indígena (DIASI) do DSEI/Parintins, Evaldo Leite, agradeceu o apoio do prefeito Nenê Machado, a esta ação de combate a malária em terras indígenas. “A preocupação do Ministério da Saúde com a Malária é grande, por isso buscamos apoio para a realização desta ação integrada nas aldeias do município de Nhamundá”, finalizou o chefe da DIASI.

Texto: Cayo Dias
Fotos: DIASI