Caprichoso faz ensaio no Bumbódromo com sede de bicampeonato

O atual campeão do Festival Folclórico de Parintins, o Boi Caprichoso realizou seu ensaio técnico na arena do Bumbódromo na noite desta quarta-feira, 27 com muita alegria e empolgação. Antes do início do ensaio Ericky Nakanome, presidente do Conselho de Artes, falou à galera azul e branca em um gesto de agradecimento e reconhecimento de todos os envolvidos no projeto e na execução do espetáculo “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral”.

Nakanome também conclamou para que cada torcedor faça o seu papel, que apoie e não abandone o boi, que toda diferença seja superadas em nome do título de bicampeão do festival.

A entrada ao som de “Terra, Mãe Ancestral” (Adriano Aguiar) trouxe os corpos de dança, grupos de Maracatu, e o apresentador Edmundo Oran com a oratória do saber ancestral repassado e contado pelos mais velhos. chegou o dono da festa e com ele os sons da africanidade pulsaram mais fortes na marujada: é “Boi de Negro” (Frank Azevedo / Moisés Colares / Raurison Nascimento / Ricardo Linhares).

Do negro ao índio, num compasso de quatro tempos surge a Cunhã-poranga Marciele Albuquerque, líder matriarcal das Ycamiabas que lutavam contra o homem reafirmando sua condição de guerreiras, temidas, misteriosas e apaixonantes.

O saber popular chegou à ancestralidade do Boi Caprichoso no bailado faceiro da herdeira de Roque Cid: Valentina Cid. No pavilhão da Francesa e do Palmares as raízes de um povo que tem como guardiã um verdadeiro furacão: Marcela Marialva.

Contam os mais velhos que o rapaz bonito de chapéu na cabeça que frequenta os festejos dos beiradões a seduz as caboclas com apenas um assobio: encantado e apaixonado. A cabocla seduzida é a Majestade do Folclore Brena Dianná que pisou pela última vez na arena para um ensaio técnico como item Rainha do Folclore.

“É Dia de Boi” (Gabriel Moraes / Saullo Viana / Juarez Filho), bebê! Para a explosão da galera, o Caprichoso segue com seu ensaio ao mesmo passo que técnico, emotivo. A galera foi acionada e atende ao apresentador Edmundo Oran.

As tribos preparam para sua apresentação especial conduzindo o curandeiro: o pajé. Mais toada de galera, coreografias especiais para a apoteose do Boi Caprichoso. O torcedor azulado que lotou as arquibancadas deixou o Bumbódromo cheio de esperança e otimismo.

IMG-20180628-WA0014IMG-20180628-WA0006IMG-20180628-WA0011IMG-20180628-WA0020IMG-20180628-WA0016