No festival dos problemas, os rebuceteios são certos!

Por Nárnia!

Bateu “a louca” no mundo bovino, porém cão, mais cão do que bovino, dividido entre azul e vermelho. A 19 dias do festival, é certo mesmo que a festa, incluindo a dos visitantes, será grandiosa. Sobretudo, com a trilha sonora da [toada] canção do crioulo doido: só no passo da catita manca. Vai vendo!

1522280270000ae96fda65e9b30d96ffac79c562878998905e79ff5fd0e94a0cc41d2c6e83cb024cf660a1574bc01268c4ef2c886aef130bf767a8f3cd82ac3513d2b3286d3b8

Alok

O mega estourado Dj das multidões, Alok, é a principal atração da festa dos visitantes deste ano. Presença confirmada nesta última semana pela prefeitura de Parintins em parceria com o Governo do Estado. Além do DJ, o evento contará ainda com a dupla Zé Neto & Cristiano e Uendel Pinheiro.

1522280298000e0c928ec99ed7179b43a00d3ebcc6edf81ec2924e2e770c6583604fcf245095fbf76c94418b2e0ed337847e051229265389eac4f4490a888e5ed36a18f104d25

Como dantes…

A novela do pedido de bloqueio nas contas bovinas permanece sem alterações. A equação bumbás x justiça do trabalho está longe de um denominador comum, isso porque os malabarismos presidenciais para tocar o barco do festival chegou ao seu limite: se seguirem a risca pouco farão e se não fizer, o problema só aumenta.

152228027400092a9a6d28afbde9c01c7dbfa8b28dff36e06ad8e0120eac6145ef47f1a64c53a1bda034ad53c480da402f1de70eb80780c1c5af412a994e84c0f325c39d7923a

Ó grande espírito, meu velho, vem falar comigo!
Aqui estou ó curumim alesado. O que te aflige a alma?
Uma dúvida mortal, que só a luminescência de Vosssa Sabedoria será capaz de respondê-la.
Então, pergunte sem demora e rodeio.
A cruz ou a espada? O certo ou errado? O boi ou o homem?
No mundo bovino, curumim toda cruz é afiada qual a lâmina de uma espada; o errado é certo até à margem da responsabilidade e, todo homem é boi. Afinal de contas, sem as mãos criadoras do(s) homem(s) não há festival.
Off Line.

1522280594000a1f81c152546969657e2e6bad155ba0ba4c6c39afdc25a511a5f95e0007ab2a451d0bcec8807e4d918aec3f6d0b12bf11ae7e667056c5e29ab18bb3dda97a2b8

O princípio básico e elementar de um gestor é gerir (pessoas, recursos e entraves). Ao não fazê-lo o “gestor” é mais um agente da situação do que dono dela. Há momentos em que a capacidade e a competência do gestor são postas à prova, e nestes momentos falácias à efeito de frase não adiantam em nada. Também, são nestes momentos que o gestor age com a cabeça, deixando o coração e, principalmente, o fígado de lado. O certo pode ser um caminho longo, exaustivo e cheio de pedras, contudo ainda é o melhor caminho a seguir. Os bons gestores surgem deste caminho!

152228029600045ca4b50571dba3c9e33c3f6b7a22a8b1ef4a2fddf27ddc5c20350413d37f38e6c4263a4dd9bab1cc72883a6c5987ef3bd88c675a161a8aea735775cbfb7c113

* Em levantamento recente realizado pela Justiça do Trabalho de Parintins, revelou o montante devido pelos bumbás em ações trabalhistas: R$ 4 milhões pelo Boi Garantido e R$ 2,4 milhões pelo Boi Caprichoso.

* Na Baixa do São José esse montante é resultado de 104 processos impetrados de 2010 a 2018 e na Francesa e no Palmares é resultado de 70 processos impetrados de 2014 a 2018.

20180610_182435

* A situação é ainda mais preocupante quando esse “assunto doméstico” cai no colo dos patrocinadores do Festival. Dois dos grandes patrocinadores deste ano já foram notificadas judicialmente e, os demais, estão à via de ofício e de fato.

* O cretino colunista lembra que o fato é recorrente, isto é, aconteceu em 2016 e resultou na saída de dois patrocinadores. Deixaram o Festival de Parintins por terem suas marcas envolvidas em questões jurídicas alheias às suas responsabilidades.

20180610_182251

* Hoje essa situação pode parecer menor, a poucas semanas do Festival. Contudo, a médio e longo prazo é altamente preocupante. Quando um patrocinador é envolvido em questões domésticas alheias a ele, não causa só uma mancha na reputação dos bois, como também minimiza a credibilidade e arranha a imagem do evento. Além de implodir a relação de confiança entre a marca (patrocinador) e o produto (festival/bois).

* Há algumas semanas, Caprichoso e Garantido receberam à visita técnica dos representante da Cielo. Tratou-se de Marco Barbiere (Gestão de Patrocínio) e Milena Cruz (Gerência de Marketing).

20180610_182454

* Ciceroneados por André Guimarães e Márcia Nogueira, da Maná Eventos, os representantes da Cielo realizaram um tour de barco pela Ilha, com partida no Kwati Club, oferecido por Erika Baranda. After, visitaram os domínios de Caprichoso e Garantido.

* No Caprichoso a dupla, ficou encantada com o trabalho de produção, leia-se, desenhos artísticos realizados no Conselho de Artes, sob as explicações de Ericky Nakamome, Juarez Lima e Edvander Batista ao ponto de serem presenteados com um desenho original de arena. Gesto que deixou os representantes emocionados.

IMG-20180607-WA0020

* No Garantido foram recepcionados por um balé caboclo, passearam pelos ateliês de costura. Viram de perto a mágica acontecendo, ou seja, saindo do papel para às mãos hábeis das costureiras da Baixa. O tour perreché foi supervisionado pelo social do bumbá: a diretora Karen Pontes e primeira-dama Yanezza Cardoso.

* A visita da Cielo mostra a preocupação da marca não só com a festa em si. Como também, busca a interação social com seus patrocinados e testemunha o efeito que o patrocínio causa na comunidade.

20180610_182336

* A Comissão Organizadora do Festival anunciou esta semana a nomeação de três juízes da Comarca de Parintins para a Coordenação de Escolha de Jurados para o festival deste ano.

* A medida pretende dar maior credibilidade, lisura e transparência a um ponto de históricas desavenças e confusões no Festival. Como também, isenta a Comissão Organizadora do evento por quaisquer pontos destoantes. Uma espécie de Pilatos pós-moderno tribal e folclórico.

20180512_021549

* O cretino colunista acha a ideia propícia, adequada e pertinente. Porém, a questão nunca fora QUEM escolhe, e sim, QUEM SE escolhe.

* A grande questão é: os currículos enviados para apreciação da Comissão foram mesmo viciados e ou emprenhados ou não? Como assim?

20180512_021823

* O cretino colunista explica: pega-se um indivíduo/grupo e enviasse o currículo; pede-se para conhecidos (reais ou fakes) enviem seus currículos com graduação e experiência abaixo deste indivíduo/grupo, para isso dar-se o nome de viciar o processo.

* Já emprenhar é reunir um número significante de currículos, todos previamente sondados e contactados e com tendência [pessoal ou “estimulada”] para um boi.

20180512_021759

* É a tão usada e difundida “Cotação de Preços”, isto é, jogo de cartas marcadas, só que no âmbito de pretensos jurados. O cretino colunista não está afirmando absolutamente nada, apenas especulando hipóteses com base no seu conhecimento nesta área.

* Vale lembrar aqui o caso ocorrido em outro festival aonde dois fiscais, um red e outro blue, fizeram um acordo para receberem os currículos dos candidatos a jurados no estado onde estavam visitando. Na ocasião, criaram um e-mail com senha conjunta. Até ai tudo normal.

20180610_182358

* Normal se o e-mail não tivesse sido criado no celular do fiscal red, por sua insistência (notebook tá no quarto, vamos fazer pelo celular mesmo: toma começa você!). Mal sabia o fiscal blue que havia um app que copiava todas as senhas digitadas no aparelho.

* Enquanto o fiscal blue dormia o sono dos inocentes, o fiscal red deletou todos os currículos interessados ao “colega” deixando apenas “os dele”. De manhã, reuniram-se na recepção do hotel e escolheram os jurados daquele estado: todos contactados pelo fiscal red. Resultado? Garantido campeão pelas notas dos jurados em questão.

IMG_20180509_100327_143

* Nessa situação, até o Santo Padre escolhendo dará B.O: o sistema é bruto e inteligente. Ai entra a competência, experiência, conhecimento e a perspicácia do Chefe dos Fiscais para vetar possíveis ameaças. Porque depois que passa, nada mais pode ser feito. A não ser torcer e rezar. Contudo, Inês jaz em sono eterno!

* O Boi Garantido abriu fogo contra Harald Dinelly, o presidente da Comissão Organizadora do Festival nomeado pela prefeitura, pelo mesmo ser sócio e ex diretor do Boi Caprichoso. O bumbá teria entrado com um pedido formal para a anulação de Harald e, também, de outro membro da Comissão: Chico Cardoso, que é membro do Conselho de Arte da Francesa.

IMG_20180509_100257_562

* Coincidentemente, ou não, na última semana Chico Cardoso pediu licença da função de conselheiro blue para exercer suas outras funções a frente da Secretaria de Turismo de Parintins – Sectur.

* Na próxima terça-feira, 12, está previsto acontecer o leilão do galpão de madeira do Boi Caprichoso. O reclamante é uma empresa de fogos que cobra o contrato não cumprido de 2010. Dois empresários têm a intenção de arrematar o imóvel, um deles é sócio do Boi Garantido.

FB_IMG_1528066836206

* A primeira edição do #Toadas em Parintins foi um grande sucesso. Sob o comando de Neuton Corrêa e Juliano Petro Velho, a edição contou com a presença de Sebastião Jr. e Edmundo Oran.

* O programa contou ainda com as participações especiais de Grupo Toada de Roda, Tony Medeiros, Carlos Paulain e Emerson Maia. No próximo dia 30 de junho acontecerá a segunda edição do programa na ilha.

FB_IMG_1528066723557

* O Boi Caprichoso realizou nesta semana a entrega de todo o material para a confecção dos figurinos de itens individuais. No atelier dos figurinistas a fartura de penas chama a atenção.

* Nesta segunda-feira, 11, todos os itens da Francesa e do Palmares chegam à ilha por determinação presidencial. A priori é que de lá só saiam após o festival. Concentração total!

IMG_20180606_083706_398

* Na noite de sábado, 09, no Contemporâneo Festas & Eventos, a primeira-dama red Yanezza Cardoso recebeu amigos e familiares para celebrar os 60 anos do patriarca da família: Antônio João. Uma festa marcada pela emoção.

* Também na noite de sábado, no Curral Zeca Xibelão, o Corpo de Dança  Caprichoso (CDC) comemorou 10 anos de fundação com um grande ensaio/festa. Parabéns Erick Beltrão e a todos os membros do grupo.

FB_IMG_1528577947850

* Ainda na noite de sábado, no Super Baranda aconteceu o lançamento oficial das latas comemorativas do Festival Folclórico de Parintins 2018. Além so show de lançamento, o preço impactou os clientes: 1,99 (a lata). Sucesso, duplo!

* Caprichoso e Garantido estão com muitas estruturas alegóricas de fora de seus galpões aguardando pastelagem e pintura. Ambos parecem um tanto atrasados, a Francesa bem menos e a Baixa bem mais.

20180603_182537

* O motivo do atraso red deve-se pela greve dos caminhoneiros que deixou parte do material de acabamento da Baixa parado nas rodovias paulistas.

* O rubro presis Fábio Cardoso iniciou o pagamento do galpão de alegoria na sexta-feira, 08, e prossegue nesta segunda-feira, 11. A expectativa é efetuar o pagamento de todos os setores nas próxima semana.

20180603_182601

* O presis blue Babá Tupinambá iniciará o pagamento ao galpão de alegorias e demais setores na próxima quarta-feira, 13. O mandatário da Gomes de Castro prometeu que todos receberão seus contratos até o primeiro dia de festival.

* Bico Doce, o senhor absoluto do mundo bovino, porém cão pousou na janela do cretino colunista e cantou que o Governo do Estado repassará a cota de patrocínio 2018, justamente na próxima quarta-feira, 13.

20180603_182700

* Quem não estão felizes são os compositores blues. Além de não terem recebido a premiação 2018, souberam esta semana que entrarão na arena no início da presentação, darão meia volta e ficaram alocados ao lado de um dos pilares da estrutura de ferro.

* Ou seja, verão o boi de costas. E mais um adendo: somente os compositores com toadas no CD 2018. O grupo ensaia uma “represália” não assinando a autorização para o CD promocional do Jornal A Crítica.

20180603_182935

* A poucos dias do festival, a fogueira das vaidades alcança niveis vulcânicos nos bastidores do mundo bovino. A Pipira Perreché do Itaguatinga,  cantou ao cretino colunista que o “Auto do Boi”, um dos mais seguros, se não o mais bem ensaiado momento cênico do Garantido, pode não chegar inteiro na arena.

* Tudo porque o Amo do Boi, Tony Medeiros, supostamente estaria miríades incomodado com a performance do Pai Francisco João Paulo Faria. Tony teria convocado a Comissão de Arte do boi, para questionar o protagonismo assumido pelo Pai Francisco.

 

* Brilho de Fogo, o que faz ninho na Armando Prado com Clarindo Chaves, entrou na conversa e cantou que o vice-prefeito quer mesmo é emplacar alguém de sua indicação para substituí-lo no cargo de Amo do Boi.

* O problema é que qualquer pessoa indicada a essa altura do campeonato, está a uma distancia lunar, do palco da Baixa do São José. Nesse quesito, João Paulo Faria ganha de lavada. Tem experiência de arena, está quente no cargo de Pai Francisco e o mais importante: goza de imensa simpatia dos torcedores red.

 

* Aliás, mexer no “Auto do Boi” hoje, seria um suicídio artistico por parte do Garantido. O questionamento do Amo perreché faz, está mais para o reflexo do espelho, do que propriamente para o seu senso crítico apurado.

É só…

Por hoje!

Até a próxima…

1524145870683