Caprichoso explora marca para se tornar boi autosustentável

Diretoria azulada coloca política de marketing em prática para captar recursos fora do boi de arena, com licenciamento de produtos às empresas

Acabar com a pirataria, uso indevido de imagem, regularizar a marca e consolidar um modelo de negócio autossustentável do Boi-Bumbá Caprichoso, com licenciamento às empresas, extra arena. Esse é o desafio do diretor de marketing do Boi Caprichoso, o administrador e publicitário Bosco Rezende, para captar recursos com a exploração dos royalties da marca do touro negro. A política de marketing se concretiza na gestão do presidente, Babá Tupinambá, e do vice-presidente, Jender Lobato, a partir do ano de 2018.
Otimista com bons resultados ao assumir a missão dada pela diretoria do Boi Caprichoso, Bosco Rezende tem como meta fazer o bumbá se auto sustentar o ano inteiro, ao reverter em lucro o licenciamento da marca para diversos tipos de produtos. O novo diretor azulado é administrador, pós-graduado em marketing e sócio proprietário da empresa Conexão & Mídia (Representante do Departamento Comercial no Norte das empresas Jornal Folha de São Paulo, Canais Fox e Maxx Mobi Sistemas).
“Primeiro eu agradeço a diretoria do Boi Caprichoso, por ter me chamado e me convocado para essa nova função. Eu acredito que o boi é sim sustentável e tem que ser sustentável. A gente está trazendo uma nova roupagem sobre os royalties do boi. A partir desse momento, as empresas que aderirem à marca do Caprichoso vão passar uma porcentagem da venda dos produtos para que o boi possa se beneficiar do produto final que é explorado com a marca do próprio boi”, explica Bosco Rezende.
O trabalho, de acordo com o diretor de marketing, trata-se de suporte ao Boi Caprichoso para outros meses do ano, fora do festival. “Buscamos um trabalho excepcional e diferencial para as pessoas que acreditam no boi e na marca dele estarem presentes nos seus produtos. O boi sofre bastante com a pirataria. Chegamos a um ponto que temos que acabar com isso e o boi tem sim que ir atrás dos seus direitos. Quem explora a marca do boi e o boi não está sendo beneficiado, vai ter que se adequar com a gestão de um novo olhar publicitário que o Caprichoso tem”, declara.
Para o procurador do Caprichoso, Délio Diniz, a Conexão & Mídia chega para somar com o bumbá, em um momento em que o boi precisa se auto sustentar e não depender somente de patrocínios de arena. “O boi não vive só o mês de junho. Pensando mais na Escolinha de Arte e na parte administrativa do boi, confiamos no Bosco Rezende para captar recursos nesse sentido, vendendo e explorando a marca Caprichoso. Todo produto que tiver a marca, o Caprichoso terá um percentual em cima desse valor final. Com o decorrer do tempo, vamos conseguir que o boi tenha uma renda mensal fixa para se sustentar”, assegura.
O presidente do boi da estrela, Babá Tupinambá, afirma que a marca do Caprichoso foi registrada em diversas categorias no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) pela agência oficial dos bumbás de Parintins, por meio do empresário André Guimarães. “Com a chegada do diretor de marketing e o registro da propriedade da marca, caminhamos para o fortalecimento do nosso boi. Todo esse trabalho de marketing permite uma ampliação do raio de atuação do bumbá no âmbito comercial. Estamos confiantes nos melhores resultados com esse trabalho em cima da marca”, assegura o dirigente azulado.

Texto: Gerlean Brasil
Fotos: Katiúscia Ferreira
Arte: Alex Monteiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: