Rebuceteios e rivalidade: sim. Burrice, não!

Por Nárnia!

O mundo bovino, porém cão mais cão do bovino alcançou, na última semana, níveis vulcânicos em rebuceteios e em rivalidade. Entre “Marrons” e “Ivos” salvaram-se pouquíssimos, quando idiotas (red e blue) protagonizam a cena bovina quem perde é o Festival – que mergulha em um show de baixarias, burrice, desrespeito e intolerância. #MenosGatesosEGatesas!

 

20180106_220819

“ALEGÓRICOS”

O Boi Caprichoso anunciou nesta semana a contratação de Glemberg Castro e Makoy Cardoso como artistas de alegoria dentro do projeto “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral“.

 

20180106_220245

TOADAS

Atendendo ao pedido de sua nação, o presis blue Babá Tupinambá disponibilizou no sábado (03), as toadas de Galera do CD 2018. As mesmas se espalharam como uma dermatofitose (impingem) pelo mundo bovino.

20180106_220150

Meu velho: pano rápido?

Manda curumim alesado!

Marrom ou Ivo [Meirelles]?

Prefiro o respeito… Para com ambos!

Off Line.

20180106_220951

Não precisamos pensar iguais, gostar das mesmas coisas, sequer das mesmas pessoas. Tampouco gostar do mesmo time, seleção, partido, religião, boi ou seja lá o que for e quiser. Precisamos, sim, urgentemente, ser toleráveis com o que é “diferente” e oposto a nós e ao intitulado normal (padrão “correto” e “aceitável”). Ema sociedade, de dita e de fato, civilizada a tolerância (respeito) é a chave desta civilidade. Na vida o que não é tolerável é a falta de bom senso com forte viés de mau-caratismo. Isso, também, vale para o mundo bovino, porém cão e seus torcedores tão mais cães quanto bovinos.

20180106_220059

* Alguns, se não a maioria, dos torcedores bovinos devem aprender que o fato de achar um CD, uma toada, uma ação, um item, um ícone do rival bom/bonito/bacana não o fazem menos Caprichoso e ou Garantido.

* Pelo contrário, tal atitude os fazem menos débeis, imbecis e fanáticos. Aliás, este último, o fanatismo, só levou [e leva] o homem à desgraça e à prática de atos execráveis quais os que vimos nesta semana no boi e na Síria.

20180301_110036.jpg

* Quem trava uma guerra (na arena!) durante o Festival é Caprichoso e Garantido e não Alcione e Ivo Meirelles ou qualquer outro artista. Estes, estão para SOMAR/DIVULGAR o Festival, pagos ou não, este é o intuito.

* Nem um e nem outro estão para serem ridicularizados, desrespeitados,  diminuídos e rivalizados por torcedores sem um pingo de “semancol” na cara e com pouquíssimos neurônios no cérebro. E de quebra a participação de um não anula a participação do outro.

* Estes, idiotas, invocam uma rivalidade desmedida e insana que em nada se parece com as três noites de apresentação no Bumbódromo. Onde existe a respeitabilidade, regulamentar, é bem verdade, porém praticada.

IMG-20180304-WA0003

* Glemberg Castro deixa a Baixa do São José e retorna às suas origens: a Francesa e o Palmares. Pintor artístico dos melhores, o jovem reforça a seleção “babalesca”.

* Houve um murmúrio de que Kennedy Prata faria o caminho inverso. Mas, o presis blue o segurou. O melhor artista de ritual e melhor pintura artística de 2017 não poderia retornar às mãos do rival perreché.

*  Makoy Cardoso desempenhará dupla função: confeccionará quase todos os itens femininos, exceto Sinhazinha, mais o item pajé e confeccionará uma das alegorias de FTR.

* O artista foi a sensação do festival de 2017 com suas indumentárias leves, práticas e funcionais, que muito contribuíram para a vitória (notas) dos itens que as usaram.

* O renomado artista irá ousar, novamente, no Festival deste ano abusando na leveza, no conforto e na praticidade/originalidade de seus figurinos. Visando sempre o melhor desempenho dos itens por eles usados.

IMG-20180304-WA0017

* Os figurinos assinados pelo artista para 2018 prometem ter a metade do peso dos de 2017. Ou seja, o mais pesado pesará 4kg. As costas, evoluções e notas dos itens agradecem!

* O Boi Garantido lançou está semana seu CD 2018 na maior e mais acessada plataforma digital: o Sportify. Gol de placa!

* Os ensaios em Parintins estão em ritmo acelerados de ponta à ponta. Na Francesa para a gravação do DVD; e na Baixa do São José para o lançamento do rubro CD no dia 24 deste mês.

20180301_103304

* Bico Doce, o supremo senhor do mundo bovino, cantou ao cretino colunista novidade sobre o caso da China. A ave revelou algo surpreendente.

* Uma das empresas envolvidas com o processo de importação do material para o Boi Caprichoso  teve seu responsável denunciando junto à Polícia Federal nesta semana.

20180301_083504

* Porém, já havia em trâmite uma denúncia contra o mesmo apurada em conjunto com a SEFAZ pelo mesmo caso: “China”.

* A suposta denúncia (não comprovada!) seria de sonegação fiscal, prática comercial indevida, falsificação ideológica e documental.

* Tucano Boi de Papo Amarelo, o mais politizado do bando, entrou na conversa e cantou que postagens do Facebook presidencial, fanpage do Boi e do perfil do artista Helerson Maia foram apresentados como supostas “provas” pelo segundo denunciante.

* Vale ressaltar que até esta data, a afamada e decantada “Carga da China” encontra-se retida à caminho do leilão, apesar de todos os esforços possíveis e cabíveis da Francesca para reavê-la.

* A equipe de produção do Boi Caprichoso entregou ao Conselho de Artes uma prévia, uma demonstração do CD blue 2018 “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral” para análise e observações.

IMG-20171108-WA0006

* As dez toadas do “CD da Galera” enviadas ao C.A em caráter não finalizadas foram repassadas para a galera pelo presis blue Babá Tupinambá para deleite dos torcedores.

* Quando o cretino colunista criticou o CD de Galera de 2017 não foi à toa e por gosto. De fato, aquele CD estava muito abaixo do padrão Caprichoso e aceitável.

* Um produto fonográfico questionável, uma produção de nível mediano com uma qualidade superficial e gravações com “lixos” de estúdio. Além, da audição do mesmo ser, no mínimo, comprometida  (inaudível devido tanto barulho).

* Não se tratava das obras musicais, propriamente ditas, nunca foi. É, sim que o produto entregue era ruim e se resuma a duas coisas: barulho e gritos, ambos em excesso.

* Tanto foi que para o “CD de Arena” chamou-se um outro produtor, Pelado Jr., trocou-se de estúdio e o resultado foi outro bem diferente.

received_2047305945297615

* [Re]Dito isso, o cretino colunista parabeniza não só o quarteto fantástico da Francesa de produtores  (Labamba, Niel Armstrong, David Assayag e Sidney Rezende) pelo excelente trabalho realizado ainda a ser finalizado, quanto ao Conselho de Arte pelo repertório montado e ao presis blue Babá Tupinambá pelo restante do processo.

* O CD blue, mesmo sendo uma amostra não finalizada, tem pegada, qualidade e ritmo. Um trabalho de esmero por parte dos seus produtores. Também reunir só feras não poderia dá outra!

* O trabalho dos produtores (arranjo, andamento e musicalidade) está cristalizado na obra “Boi de Negro“, um espetáculo do início, meio e fim. É a síntese da produção e a melhor toada dentre as dez.

* E se expande em outras obras como “Revolução de Um Povo“, “Festança Multicultural“, “Imbatível Galera” e “Pavilhão Azul“. Assim como ocorreu no CD red os produtores transformaram toadas medianas em maiores: “Azulou” e “Sou da Galera“, por exemplo.

IMG_20180223_093946_767

* Já a toada “É Dia de Boi” saiu menor do processo de produção. Perdeu um pouco de sua força vital e ritmo com o seu novo andamento. Precisa dá um reset e a pôr em 98ppm e com um metal no ouvido, vívido: pauleira!

* A qualidade o trabalho é extremamente satisfatória e o credencia a ser um ótimo CD. Um dos melhores dos últimos tempos, sem dúvida!

* Dois pontos a ressaltar: 1. O coro de galera muito bem inserido e no volume correto (audível sem ser estridente); 2. Os backs: um show à parte. Os “Querubins Blue“, Mara Lima, Luciano Brasil, Vanessa Alfaia e Sidney Rezende, deitaram e rolaram!

20180225_172535

* No geral, o andamento das toadas (a conferir mais adiante)  é muito bom, fazendo o “CD da Galera” ser tanto para ouvir quanto para dançar, com o mesmo prazer.

* Se o cretino colunista tivesse que apontar um ponto negativo das obras apresentadas, seriam alguns desenhos harmônicos e solos dos nipe de metais. Os mesmos ficaram um tanto tímidos demais, apesar de serem lindos, mas sem a pressão da metaleira.

IMG_20180223_094441_931

* No mais, um excelente trabalho esta primeira fase do repertório 2018 do Boi Caprichoso e dos seus produtores. De longe não é uma “cópia e cola” do CD red (ambos os CDs 2018 possuem personalidades/produções próprias e distintas) e tampouco do inaudível de 2017.

* O cretino colunista fica muito feliz ao vê os dois Bumbás em caminhos igualitários e com repertórios/CDs de qualidade. Ganhamos todos com essa qualidade mútua.

* Israel Paulain, o multifacetado e vitorioso apresentador do Festival, realizou um show memorável e histórico na última quarta-feira (28) no Teatro Amazonas.

* O show produzido pelo comissionário de arte João Fernandes levou à plateia ao êxtase e terminou com uma “mini” Alvorada do lado de fora do Teatro.

* A Alvorada do Boi Garantido, que ocorre em Parintins, foi sancionada pela Aleam nesta semana como patrimônio do povo amazonense, apesar do veto do governador Amazonio Mendes.

IMG_20180223_094213_669

*  Na noite do último sábado (03), o vice-presis blue Jender Lobato ofereceu um jantar no Amazon River para os artistas de alegoria, Conselho de Arte e a diretoria do Boi Caprichoso.

* O jantar foi um sucesso, descontraído e muito agradável. No menu, causos, muita conversa e risos. Embora, internamente, tenha sido visto como um antecipado “ato político”.

* Os assuntos das conversas durante o jantar foram diversos, contudo a política ficou de fora do cardápio. Apesar de ter entre os convidados dois pré-candidatos, só tomaram os microfones o presis blue e o seu vice  (o anfitrião) para saudar e desejar boas vindas aos artistas de alegoria.

IMG_20180223_094306_250

* Houve quem se sentiu revoltado (a) postando suas lamentações nas redes sociais, medindo os outros com sua curta régua. E não ficou revoltado (a) quando o boi foi usado, por completo, na campanha ao Governo do Estado e esteve feliz balançando a bandeira do, hoje, detento Melo. Só pra lembrar!

É só…

Por hoje!

Até a próxima…

#SouVitima!

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: