Filho de Picciani e herdeiro do “Rei do Ônibus” são alvos de pedido de prisão no Rio

Policiais federais cumprem nesta terça-feira (14) mandados de prisão contra Felipe Picciani, filho do presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Jorge Picciani, e contra o empresário do ramo de ônibus Jacob Barata Filho.

Felipe Picciani, um dos quatro filhos do chefe do Legislativo no Rio, é suspeito de ter lavado dinheiro obtido de forma ilícita a partir de transações envolvendo negócios da família. Ele e o pai são sócios em uma empresa do ramo agropecuário. Felipe é irmão do ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e do deputado estadual Rafael Picciani (PMDB).

A ação, batizada Cadeia Velha, foi articulada a partir de investigações sobre pagamento e cobrança de propina, lavagem de dinheiro, entre outros crimes relacionados ao setor de transporte público. De acordo com a PF, contra Jorge Picciani há um mandado de condução coercitiva. Esta é a segunda vez que Picciani será obrigado a depor à Polícia Federal por força de ordem judicial. A primeira ocorreu em março deste ano, quando ele foi investigado na Operação O Quinto do Ouro –que prendeu conselheiros do TCE (Tribunal de Contas do Estado do RJ) no âmbito da Lava Jato.

Fonte: Uol

Imagem: Armando Paiva / Estadão